Trending News

Blog Post

Artigos

Janeiro branco: que a primeira meta do ano seja cuidar de você

por Debora Queiroz

Janeiro branco: que a primeira meta do ano seja cuidar de você

Um ano vai, outro ano vem, um ano leva dificuldades e o outro inicia-se com dificuldades; um ano já foi escrito e não há mais nada a ser feito, e o outro abre as portas para mil novas oportunidades e, assim, finda-se e inicia-se ano após ano.

Em cada início de ano, somos levados a repensar o que se foi e o que não se foi, a refazer o balanço de nossas ações, a alinhar as pequenas metas não alcançadas e aquelas que se pretendem alcançar. O poema “Cortar o tempo”, de autoria atribuída a Roberto Pompeu de Toledo traz uma reflexão sobre encerrar e recomeçar. Quem teve a ideia de cortar o tempo em fatias, a que se deu o nome de ano, foi um indivíduo genial. Industrializou a esperança fazendo-a funcionar no limite da exaustão. Doze meses dão para qualquer ser humano se cansar e entregar os pontos. Aí entra o milagre da renovação e tudo começa outra vez com outro número e outra vontade de acreditar que daqui para adiante vai ser diferente […].

 

É com essa ideia que a campanha “Janeiro Branco” surgiu no primeiro mês do ano, e nada como um novo ciclo para inspirar a escrever uma nova história. Assim como o Outubro Rosa estimula a conscientização da prevenção do câncer de mama desde 1990, muitos outros meses são marcados com cores para conscientizar as pessoas sobre a importância de priorizar a saúde.

No mês de novembro, por exemplo, a cor azul é utilizada para conscientizar a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de próstata; no mês de junho, a cor vermelha é utilizada para conscientizar sobre a importância de doar sangue e salvar vidas; no mês de janeiro, o uso da cor branca surgiu com objetivos semelhantes, estimulando a compreensão de que, tal como a saúde física requer cuidados, é com a saúde mental que se começa a cuidar de si mesmo.

 

Mas o que é saúde mental?

Janeiro branco: que a primeira meta do ano seja cuidar de você

Não há uma definição estabelecida sobre saúde mental, e muitos acreditam que a ausência de transtornos ou doenças mentais – como não ter depressão ou sofrer com ansiedade – seria considerada saúde mental, porém, a Organização Mundial de Saúde (OMS) define o termo “saúde” como um conjunto de bem-estar físico, mental e social, e não apenas ausência de enfermidades e, portanto, saúde mental é um conjunto biopsicossocial.

Ainda de acordo com a OMS, o Brasil é o país mais ansioso do mundo (9,3%) e o segundo maior das Américas em termos de depressão (5,8%). Sendo assim, a importância da adoção de hábitos saudáveis contribui para a melhora da qualidade de vida na saúde física e mental.

A saúde mental está relacionada ao modo como se reage às situações adversas que a vida impõe. Uma pessoa mentalmente saudável consegue gerir emoções difíceis e vivenciar emoções mais positivas, compreende os limites de si mesma e das demais, entende que perfeição não existe, adapta-se às mudanças e frustrações da vida cotidiana com equilíbrio e procura ajuda quando sente que não está conseguindo sozinha.

Com a ideia de cuidar de si mesmo como prioridade no mês de janeiro e alcançar mais equilíbrio emocional, algumas práticas podem contribuir para melhorar a qualidade de vida, bem como promover a saúde mental:

    1. Aceite a si mesmo: aceite suas capacidades e respeite seus limites, entenda que ninguém é perfeito e que a comparação mais justa que você poderá fazer é de você com você mesmo, pois somente você sabe o caminho que percorreu e quais dificuldades enfrentou.
      • Ideias e sugestões:
        •  a) Foque aquilo que você consegue, e não aquilo que ainda não alcançou, e algo diário que deixou você feliz.
        • b) Faça perguntas para si mesmo sobre coisas que pode melhorar em sua vida profissional, amorosa e social.

 

  1. Movimente-se sempre: o exercício físico é um antídoto para o estresse e um poderoso estimulante para o bem-estar. Qualquer atividade vale, desde que seja feita com regularidade. Sua mente agradecerá.
    • Ideias e sugestões:
        • a) Acrescente atividades de que goste, como nadar, caminhar, correr, pedalar, jogar bola, dançar, etc.
          b) Busque atividades coletivas, pois, assim, você estimula o corpo e o social.

       

  2. Aprenda coisas novas: aprender algo sempre traz novos impulsos de vida, melhora a autoestima e favorece o autoconhecimento. Não importa o quão velho se sente para algo novo, pois nunca é tarde para aprender.
    • Ideias e sugestões:
        • a) Busque um esporte novo, como Beach Tennis, ou um instrumento musical, aprenda um novo idioma, aprenda a cozinhar, etc. Tudo o que for novo vale a pena.

       

  3. Relaxe: para continuar ativo e produtivo, é necessário que você tenha períodos para relaxar.
    Quando está mais relaxado, consegue avaliar melhor as situações e tomar decisões mais assertivas. Esvazie sua mente.

    • Ideias e sugestões:
      • a) Encontre um tempo em seu dia para se “desligar”, seja ouvindo músicas, meditando, caminhando, pintando, lendo um livro ou assistindo a uma série alegre na TV.

 

No entanto, se ainda não estiver conseguindo sentir-se bem, peça ajuda, pois não há nada mais corajoso que reconhecer que sozinho não se vai muito longe. Sempre haverá pessoas prontas a acolher e ajudar.

Por fim, lembre-se: somente você poderá cuidar de sua saúde mental, você é sua prioridade.

Fontes:

https://www.inca.gov.br/assuntos/outubro-rosahttps://www.who.int/eshttps://bvsms.saude.gov.br/05-8-dia-nacional-da-saude/https://www.paho.org/pt/search/r?keys=aumenta+o+numero+de+pessoas+com+depressao+no+mundo+Brasil

 

Debora Queiroz

Crp 06/114758
Especialista em terapia cognitiva comportamental.
Primary em Terapia Racional-Emotiva Comportamental.

Posts relacionados

Deixe um comentário

Campos obrigatórios. *