Trending News

Blog Post

Entrevistas

Entrevista: Neuropsicologia na área da Avaliação Psicológica – com Professor Doutor Fernando Silveira

Qual a importância da Neuropsicologia na área da Avaliação Psicológica?

A Neuropsicologia é uma disciplina científica que busca compreender as relações existentes entre os processos cognitivos e o comportamento. Nesse sentido, o neuropsicólogo por meio de testagens, entrevistas, técnicas específicas e observação direta do paciente contribui tanto para o diagnóstico, quanto para a elaboração de estratégias interventivas baseadas em evidências.

O que é necessário para ser um Neuropsicólogo?

No Brasil, o Conselho Federal de Psicologia por meio da Resolução 002/2004, reconhece a Neuropsicologia como uma especialidade. Assim, os interessados devem procurar uma especialização credenciada pelo Ministério da Educação.

Quais são os profissionais que podem atuar na área da Neuropsicologia? O que o Neuropsicólogo faz de diferente dos outros profissionais desta área? Qual é a maior contribuição dele?

Fique por Dentro

Cadastre-se para receber as novidades da Vetor Editora.

Podem atuar nesta área os profissionais com especialização em neuropsicologia.

Vale destacar que a neuropsicologia não é uma especialidade restrita ao psicólogo.

No entanto, no que tange ao exercício do psicólogo, cabe a utilização de instrumentos favoráveis pelo SATEPSI. Ao lado disso, compete ao profissional o desenvolvimento de pesquisas e materiais que possam favorecer a compreensão cognitiva e comportamental do paciente, bem como promover benefícios para a reabilitação.

Qual preparo o profissional Neuropsicológico deve ter para construir um bom raciocino clínico neuropsicológico? O que faz a metodologia ser tão importante nesse tipo de avaliação?

O profissional deve obedecer à tríade composta pelos compromissos éticos, técnicos e sociais. Desse modo, é imprescindível buscar uma instituição que promova formação teórico-prática supervisionada para seus especializandos.

O profissional muito além de dominar a metodologia e as ferramentas neuropsicológicas disponíveis, deve ser capaz de desenvolver uma relação entre os resultados dos instrumentos e a dinâmica do quadro clínico, visando uma intervenção assertiva. No que diz respeito à metodologia utilizada na prática profissional, a Neuropsicologia se destaca pela cientificidade embasada nos princípios das neurociências.

Quais cuidados o profissional Neuropsicólogo deve ter para uma boa Avaliação Neuropsicológica? E o que como o seu resultado contribui para a saúde do seu cliente?

Os cuidados como mencionados acima, devem cumprir critérios éticos, técnicos e sociais. O profissional deve estar consciente de que seus relatos podem impactar diretamente nas tomadas de decisões de seus pacientes. Assim, se faz importante dominar as normatizações dos testes, buscar instrumentos com estudos de validade, zelar pelo sigilo das informações, redigir documentos obedecendo às diretrizes da Resolução nº 004, de 11 de fevereiro de 2019, do Conselho Federal de Psicologia (CFP), orientar o paciente, os familiares e toda a equipe frente aos procedimentos necessários.

A avaliação é feita apenas através dos testes / instrumentos? Quais técnicas além dos testes o profissional pode utilizar?

A avaliação neuropsicológica vai além dos testes. Claro, que os instrumentos são importantes, principalmente, na compreensão de construtos latentes associados à cognição, ao humor e a personalidade.

No entanto, na prática deve- se também utilizar entrevistas, jogos lúdicos, observação direta do comportamento, escuta familiar e escolar (quando criança), preenchimento de questionários, análise de relato espontâneo, dentre outros procedimentos.

Minicurrículo: Possui graduação em Psicologia pela Universidade do Vale do Sapucaí/MG. Neuropsicólogo pelo CEPSIC – HCFMUSP. Mestre e doutor em Psicologia pela Universidade São Francisco/SP, com área de concentração em Avaliação Psicológica, bolsista pela CAPES. Diretor clínico e psicoterapeuta na Clínica Luria – Espaço Terapêutico, Desenvolvimento e Pesquisa, atuando principalmente na área de avaliação neuropsicológica e estimulação infantil, no tratamento do Transtorno do Espectro Autista (TEA) com enfoque na análise do comportamento aplicada, nos transtornos de aprendizagem e alterações comportamentais, assim como na avaliação e reabilitação neuropsicológica de adultos. É docente no Instituto de Pós-Graduação e Graduação, Goiânia – GO (IPOG) nos cursos de Avaliação Psicológica e Neuropsicologia.

Vitória – ES

27 3315-2690

www.psicoteste-es.com.br

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios estão marcados *